quinta-feira, março 22, 2007

PRECE

Outro Poema de um Crente

Senhor:

Estão a chegar os dias
Da Tua Dor!

E lembro, Senhor,
As tuas últimas palavras
Vindas do alto da Cruz,
Dolorosas, mas, Jesus,
Cheias de mágoa, mas de luz:

Eli! Eli!
LAMA SABACTANI!

E nessas palavras,
Em voz dolorosa
Mas terna,
Senti ressonância eterna!

Viestes salvar o Mundo!
Mas que profundo foi o teu grito,
Que ressoou pelo infinito,
E no acácico registo
Está gravado?

E o seu tom de dor, magoado,
É gota de chumbo
Na memória dos crentes!
Porque foi pelo povo
Tuas gentes,
Que te supliciaste
E à morte te entregaste!

Mas, salvar o povo?
Qual povo?
É que neste tempo
Nada de novo surge no horizonte
Dos Teus crentes:

Há uma nova corja
Que não são teus!
Novos Pilatos,
Novos Fariseus,
Caiados de branco
Negras almas
Negras mentes!


Senhor:
Livra-nos do mal
E dos impenitentes
Que sugam o sangue dos pobres,
Tuas gentes,
Sob o diáfano manto
De democratas,
Laicos, ateus, iconoclastas,
Vampiros, devoradores dos frutos
Que produzimos
Mas que não usufruímos!

São dor e dor
Os nossos lutos!

AMEN!

José de Portugal

6 Comments:

Blogger Tani said...

gostei muito de suas poesias
um abraço .
continue a escrever...sempre

5:02 da tarde  
Blogger Nilson Barcelli said...

Não aprecio muito a poesia religiosa, mas este poema está interessante.
Bfs, abraço.

11:11 da manhã  
Blogger Mustafa Şenalp said...

çok güzel bir site.

12:12 da manhã  
Blogger O Micróbio II said...

Palavras sentidas, profundas e bem descritivas de uma triste realidade...

11:22 da manhã  
Blogger bernard n. shull said...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link

2:41 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

price of viagra where to buy viagra where to buy viagra viagra commercial canyon filmed viagra price comparison uk viagra sales viagra rrp australia cost effects of viagra on women viagra rrp australia cost super viagra pro buy viagra soft online videos viagra viagra logo viagra from india

5:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home